Logística de Medicamentos

Todo produto especial precisa ser transportado e armazenado com cuidados especiais, como é o caso dos medicamentos. O setor de distribuição de produtos farmacêuticos foi regularizado pela Portaria 802/1998, na qual constam as diretrizes normativas destinadas à fiscalização e regulação sanitária. Desta forma, toda a transportadora apta à realização deste processo logístico deve atender a todos estas normas regidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

6063122-ok-924x480

Desde o fornecimento da matéria-prima aos laboratórios, até a chegada dos medicamentos aos centros de distribuição, hospitais e às prateleiras das farmácias, um processo rigoroso e criterioso deve ser executado.

Cada transportadora deve organizar e executar um manual de boas práticas de transporte, com base em um documento que descreve a politica de qualidade e capacidade da empresa. Neste manual, entre outros pontos, é ressaltado o treinamento dos motoristas e a higiene dos pátios e dos veículos, com objetivo de evitar a contaminação durante o manuseio, a guarda, o embarque e o transporte.

Cuidados especiais no transporte de medicamentos:

Deve-se manter os medicamentos refrigerados e sempre em lugar limpo, estejam parados ou em movimento, as salas de armazenamento e caminhões com temperatura monitorada e os veículos usados no transporte dedetizados.

A agilidade é algo muito importante, principalmente para medicamentos que têm a temperatura controlada, sempre seguindo as orientações de segurança para a mercadoria chegar sem alteração ou danos até o seu destino final.

Diante disso, destaca-se a importância de atuar com colaboradores e  motoristas sempre bem qualificados e orientados para a função.

Por motivos de segurança é preciso ter rotas especificas com paradas em locais programados, uma vez que, além de se tratar de cargas especiais, são também muito visadas por assaltantes. Além do rastreamento, muitas vezes se faz necessária escolta armada para o transporte dessas mercadorias.

Higiene, cuidado no manuseio das caixas, controle de temperaturas e direção defensiva são algumas das particularidades no transporte de medicamentos.

Cabe ainda a transportadora, contar com a presença de um  farmacêutico no pátio para supervisionar as operações com as cargas farmacêuticas desde seu recebimento até a expedição, controlando a localização dessa carga, assegurando que tudo esteja funcionando de forma correta para que a qualidade do produto não seja afetada.

 

 

1
×
Olá! Como podemos ajudar hoje? Clique no ícone abaixo e vamos conversar.